PROTECÃO CIVIL – AVISO À POPULAÇÃO |CHUVA, NEVE e VENTO


O Serviço Municipal de Proteção Civil de Vieira do Minho, de acordo com a informação meteorológica disponibilizada, prevê para os próximos DIAS :

Hoje (30Jan):

Prevê-se chuva persistente no Minho, com valores acumulados que poderão atingir 30 mm em 6 horas, em especial no período da tarde;
Queda de neve acima de 1000/1200 metros de altitude no Gerês, subindo gradualmente a cota para os pontos mais altos da Serra da Estrela a partir do final da manhã;
Vento forte no litoral a norte do Cabo Carvoeiro, com rajadas que poderão atingir 65 km/h durante a tarde, sendo que nas terras altas, a intensidade poderá atingir 85 km/h;

Quinta-feira (31Jan):

No período da manhã (entre as 00h:00 e as 12h:00) mantém-se a previsão de chuva persistente no Minho, com valores acumulados que poderão atingir 30 mm em 6 horas.
No período da tarde, prevê-se a ocorrência de precipitação generalizada a todo o território, com valores que poderão atingir 10 a 20 mm numa só hora, podendo esta situação prolongar-se para a madrugada do dia 1Fev, na região Sul;
Queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela, descendo para uma cota de 1200/1400 metros ao final do dia;
Aumento da intensidade do vento durante o período da tarde, com rajadas até 70 km/h no litoral oeste e 85 km/h nas terras altas, a prolongar-se eventualmente para o dia 1Fev (sexta-feira);

Sexta-feira (1Fev):

Deverão manter-se até ao fim da manhã, as condições meteorológicas previstas para dia 31 de janeiro, quinta-feira.

EFEITOS EXPECTÁVEIS

Face à situação acima descrita, poderão ocorrer os seguintes efeitos:
– Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo;
– Possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;
– Possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis;
– Inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem; 
– Danos em estruturas montadas ou suspensas;
– Dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis;
– Possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte;
– Fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes associados à saturação dos solos, pela perda da sua consistência.
– Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

MEDIDAS PREVENTIVAS

O SMPC recomenda à população que tome as necessárias medidas de prevenção e adeque os seus comportamentos, nomeadamente:
· Garantindo a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e remoção de inertes e outros objetos suscetíveis de serem arrastados ou que possam criar obstáculos ao livre escoamento das águas;
· Adotando uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a acumulação de neve e a formação de lençóis de água nas vias; 
· Evitando atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos escondidos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
· Procedendo à colocação das correntes de neve nas viaturas sempre que se circular nas áreas atingidas pela queda de neve;
· Garantindo a adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
· Tendo especial cuidado na circulação e permanência junto a áreas arborizadas, mantendo-se atentos à possibilidade de queda de ramos e árvores em virtude de vento forte;
· Estando atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.
MANTENHA-SE SEMPRE INFORMADO
RESPEITE OS CONSELHOS E RECOMENDAÇÕES DAS AUTORIDADES.

Comentários

comentários