Portugal condenado a pagar 13 mil euros por morte de estudante nas praxes no Meco

Tribunal Europeu dos Direitos do Homem põe em causa investigação criminal em Portugal à morte dos seis estudantes da Universidade Lusófona que perderam a vida na praia de Sesimbra a 15 de dezembro de 2013.

Segundo o semanário Expresso o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem considera que investigação criminal não foi eficaz e põe em causa as análises forenses.

O Jornal de Notícias acrescenta que o Tribunal de Estrasburgo considerou que a investigação começou demasiado tarde, não assegurou a integridade das provas e tão pouco teve o cuidado de garantir a recolha imediata de testemunhos importantes.

Comentários

comentários

You may also like...