O Vira e o Samba Estão de Volta ao Som do Distanciamento Social

De 4 a 9 de agosto a fusão da tradição Portuguesa e Brasileira volta a animar Braga, numa edição especial que faz a festa com todo o respeito pelas normas de saúde pública.

Distância social ao vivo e entre portas, aliada a eventos e emissão online. É esta a proposta dos Bomboémia e da ARCUM (Associação Recreativa e Cultural Universitária do Minho) para a Edição Especial do Do Bira Ao Samba, que aposta em diferentes meios para vincar uma mesma mensagem cultural: “o multiculturalismo com raízes na tradição, como ponte para o futuro”.

Um lema vivido ao longo de 6 dias através de eventos nas redes sociais e atividades e concertos realizados de forma controlada no jardim do Museu D. Diogo de Sousa.

Numa edição marcada pela responsabilidade para com a saúde pública, o Do Bira Ao Samba – Edição Especial, arranca com uma programação recheada de novo conteúdo, percorrendo a tradição de Portugal e do Brasil, da dança à música, passando também, pela primeira vez, pela gastronomia tradicional e pelas artes dramáticas. Nunca deixando de lado a solidariedade das culturas lusófonas, de ainda maior importância nos tempos que vivemos, o festival conta também com uma campanha de recolha de alimentos em associação com a Cruz Vermelha de Braga.

Ao longo dos dias 4, 5 e 6 de agosto, a festa faz-se pelos meios online. A abertura através de apresentações dramáticas sobre as origens de tradições portuguesas e brasileiras, pelo grupo VANIR Teatro. No dia 5 de agosto arranca-se com uma demonstração de Jogo do Pau, executada pelo Grupo de Jogo do Pau de Bucos, seguindo-se uma apresentação de tradições
gastronómicas brasileiras, em colaboração com o restaurante Manauara. No dia 6 de agosto, apresenta-se uma vertente inovadora da percussão tradicional portuguesa, com o projeto Porbatuka Almada. De seguida, provam-se os sabores da gastronomia tradicional portuguesa em conjunto com o chef Vinagre.

Do online para o meio físico. Nos dias de 7 e 8 de agosto, vira-se e samba-se entre portas, no jardim do Museu D. Diogo de Sousa. Esperam ao público workshops e concertos repletos de sensações, com entrada gratuita, este ano mediante inscrição online, com lotação limitada, lugares marcados e uso obrigatório de máscara. O dia inicia-se pelas 15h00, com os workshops
de dança tradicional, dirigido pelo Grupo Folclórico de Paço Vedro Magalhães, na sexta-feira e de samba no pé, pela mão de Ana Machado, no sábado. Nas noites de 7 e 8 de agosto, a partir das 21h30, pode-se vibrar com os sons hipnotizantes da lusofonia, na sexta-feira com um concerto repleto de tradições pelos Chulada de Ponte Velha e uma noite de sábado animada
pelos ritmos quentes dos Roda de Santos. Para os mais aficionados e curiosos, em ambos os dias, pelas 16h30, poderão participar em sessões de conversa e Q&A com os artistas e conhecer mais sobre as tradições lusas e brasileiras.

Para encerrar esta edição especial, no dia 9 de agosto revivem-se as emoções sentidas ao longo de 5 edições de festival, com a transmissão online de momentos e vivências do Cortejo de Carnaval Fora D’Época, esperando uma próxima edição em que se possam construir mais momentos memoráveis, desta vez em proximidade.

Programa Completo
4 de Agosto
– Transmissão Online
15h00: “O Vira” – Grupo VANIR Teatro
18h00: “O Samba” – Grupo VANIR Teatro
5 de Agosto – Transmissão Online
15h00: Grupo de Jogo do Pau de Bucos
18h00: Demonstração de Gastronomia Tradicional Brasileira – Manauara Restaurante
6 de Agosto – Transmissão Online
15h00: Porbatuka Almada
18h00: Demonstração de Gastronomia Tradicional Portuguesa – Chef Vinagre
7 de Agosto – Programa presencial com transmissão online
15h00: Workshop de Dança Tradicional – Grupo Folclórico de Paço Vedro Magalhães
16h30: Sessão de Q&A e conversa com Chulada de Ponte Velha
21h30: Chulada de Ponte Velha
8 de Agosto – Programa presencial com transmissão online
15h00: Workshop de Samba no Pé – Ana Machado
16h30: Sessão de Q&A e conversa com Roda de Santos
21h30: Roda de Santos
9 de Agosto – Transmissão Online
19h00: Reviver Cortejo de Carnaval Fora D’Época

Cartaz “Do Bira ao Samba 2020”

Comentários

comentários