Empresa pirotécnica dispara foguetes de cinzas de mortos

Em Valência, Espanha, há uma empresa pirotécnica que oferece um serviço diferente: lançar foguetes com cinzas de mortos.

A empresa, nascida em 1940, está localizada no concelho de Bèlgida e realiza quinze serviços por ano, sendo o tipo mais procurado a palmeira de fogo-de-artifício. Os preços são a partir dos 300 euros, mas pode-se escolher o resultado final do que vai sobressair no céu: em forma de trovão, do foguete típico da festa da região “La Mascletà”, ou da palmeira, disponível numa paleta de 16 cores.

O foco da empresa, nos últimos anos, segundo o “El País”, tem estado na exportação, principalmente, para os parques temáticos franceses do Futuroscope e Disneyland. A ideia de utilizar cinzas de mortos surgiu há quatro anos, quando uma funerária da zona perguntou se seria possível fazer esse serviço para um defunto e, a partir daí, o negócio disparou.

A maioria dos clientes são de Valência, mas também há alguns de Huelva e Bilbau, sendo que, atualmente, estão a tratar da licença (necessária para o disparo de qualquer tipo de foguete e requerido junto da câmara municipal) para um serviço de Cantabria. As pessoas que os procuram estão, de alguma forma, relacionadas com os “falleros” – pessoas que fazem as festas de Valência -, ou que têm alguma ligação com a pólvora e foguetes, tendo alguns dos mortos manifestado até, em vida, o desejo de utilizar este serviço.

O “El País” afirma que as cinzas, com o tipo de foguete mais usado, estalam a cerca de 150 metros de altura e dispersadas por um raio de cerca de meio quilómetro, e que a maior parte das pessoas entrega apenas uma parte delas e conserva o restante.

Comentários

comentários