Embaixadores empresariais de Braga debatem estratégias e soluções

Os Embaixadores Empresariais de Braga estiveram reunidos esta segunda-feira, 14 de setembro, numa Cimeira que teve como objetivos a apresentação dos dados mais recentes da evolução epidemiológica no concelho de Braga e das que estão a ser adotadas pelo tecido empresarial bracarense no combate ao COVID-19.

Ricardo Rio, na análise epidemiológica que fez ao Concelho de Braga, reforçou que, “apesar de, nesta fase, os números ainda serem preocupantes, as medidas preventivas devem, no entanto, ser reforçadas”. No relatório que apresentou, na sessão de abertura da Cimeira dos Embaixadores Empresariais de Braga, alertou para o facto de “o perfil das pessoas que hoje estão a ser infetadas é diferente do início da pandemia. Hoje, os casos ativos são mais jovens dos que os que foram registados no início do confinamento”.  O autarca adiantou ainda que os números, em termos acumulados, para o concelho de Braga rondam os 1638 casos positivos, sendo que destes existem neste momento 250 casos ativos. Assegura, no entanto, que o “número de mortos é, felizmente, substancialmente mais baixo [em relação ao início da pandemia], pela força do conhecimento de como melhor tratar a doença e da implementação e cumprimentos das regras de segurança imanadas pela Direção Geral de Saúde (DGS) e reforçadas pelo Município de Braga.”

Braga

Durante a reunião, promovida pela InvestBraga, os Embaixadores Empresariais de Braga foram apresentando as soluções e sugestões implementadas em cada uma das suas estruturas empresariais, tendo sido mostrada uma maior preocupação com regresso às aulas e de como isso poderá afetar diretamente os colaboradores, nomeadamente com a chegada do tempo mais frio e o aumento de pessoas em espaços fechados, fatores que se podem traduzir no aumento do número de contágios.  Foi também apontada uma preocupação geral por parte destes empresários no que diz respeito ao enfraquecimento das medidas imanadas pela DGS nesta segunda vaga de pandemia. Os Embaixadores Empresariais de Braga mostraram-se, contudo, otimistas com o regresso de alguns dos seus colaboradores ao local de trabalho, devido às medidas já implementadas internamente, ainda que muitas das suas equipas se encontrem em regime de teletrabalho e/ou rotatividade de presenças físicas na empresa.

O administrador executivo da InvestBraga alertou para o facto de algumas das restrições apresentadas pelas autoridades, principalmente aquelas que dizem respeito ao número limite de pessoas permitidas em ajuntamentos, estarem a contribuir para a confusão da população, sobretudo no que diz respeito à participação em eventos e espetáculos. “Nada disto mudou”, refere, acrescentando que “as regras para os espetáculos se mantêm e a InvestBraga tem um conjunto de medidas, com um plano muito específico em total concordância com as recomendações da DGS”.

Recorde-se que o grupo de Embaixadores Empresariais de Braga é composto por empresários, CEOs e responsáveis de grupos empresariais e empresas de referência da região, que se evidenciam pelo forte impacto económico em termos regionais e nacionais e pela sua grande representatividade internacional.

Comentários

comentários