Covid-19: Portugal com recorde diário de 2.072 casos de infeção

Portugal registou até ao momento 2.117 óbitos associados à COVID-19. Os dados constam do boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) publicado hoje.
COVID-19: Portugal atinge novo máximo de novos casos. Mais 2.072 infetados e 7 mortes em 24 horas

 

Vieira do Minho regista 44 casos positivos desde o início da pandemia, sendo que atualmente estão 6 casos ativos residentes no concelho com Covid-19.

 
 
Covid-19
DR

Portugal contabilizou 2.117 mortes associadas à COVID-19 e 91.193 casos de infeção, segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Em relação a ontem, registaram-se mais sete óbitos, 2.072 infetados e 446 recuperados. Ao todo há 54.493 casos de recuperação assinalados em Portugal.

 
 

Quase metade dos novos casos (48,3%) são no norte do país.

O relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24h00 de ontem, indica que a região Norte é a que regista o maior número de mortes relacionadas com o vírus SARS-CoV-2, com 932 óbitos (+3 do que ontem), seguida de Lisboa e Vale do Tejo (850 +4), Centro (273 =) e Alentejo (26 =). Pelo menos 21 (=) mortes foram registadas no Algarve. Há 15 (=) mortes contabilizadas nos Açores. Na Madeira não há óbitos registados.

Em todo o território nacional, há 957 doentes internados, mais 41 que ontem, e 135 em unidades de cuidados intensivos, mais três do que na terça-feira.

De acordo com o boletim da DGS sobre a situação epidemiológica, existem 34.583 casos ativos da infeção em Portugal – mais 1.619 que ontem – e 50.544 pessoas em vigilância pelas autoridades – mais 253 indivíduos.

A região de Lisboa e Vale do Tejo é a área do país que regista o maior número de infeções, com 44.788 (+802), seguida da região Norte (34.661 +1.001), da região Centro (7.348 +172), do Algarve (2.067 +42) e do Alentejo (1.724 +47). Nos Açores, existem 305 casos confirmados (+5) e na Madeira 300 (+3).

Faixas etárias mais atingidas
O maior número de óbitos concentra-se entre as pessoas com mais de 80 anos, com 1.425 (+5) mortes registadas desde o início da pandemia, seguidas das que tinham entre 70 e 79 anos (415 +1), entre 60 e 69 anos (181 +1), entre 50 e 59 anos (65 =) e 40 e 49 anos (23=).

Os dados indicam ainda que, do total das vítimas mortais, 1.061 (+4) são do sexo masculino e 1.056 do feminino (+3).

A faixa etária entre os 20 e os 29 anos é a que tem maior incidência de casos, contabilizando-se um total de 14.956 (+384), seguida da faixa etária entre os 30 e 39 anos, com 14.873 (+316) e da faixa etária dos 40 e os 49 anos, com 14.845 (+346).

Os dados indicam ainda que, desde o início da pandemia, houve 41.533 (+967) homens infetados e 49.660 (+1.105) mulheres, sendo que se desconhece o sexo de 183 casos.
A COVID-19, causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, é uma infeção respiratória aguda que pode desencadear uma pneumonia.
A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

In:Sapo

Comentários

comentários