Castelo de Lanhoso atraiu cerca de 14 mil visitantes

Em 2019, o Castelo de Lanhoso, monumento nacional, recebeu 13.968 visitantes no interior da Torre de Menagem, o que representa um número nunca antes alcançado. Em comparação com 2018, os registos apontam para mais 582 pessoas, tendo aumentado os visitantes locais, nacionais e estrangeiros.

O ano de 2019 foi aquele com um maior número de visitantes oriundos da Póvoa de Lanhoso (1551). Para além de um aumento do número de visitantes nacionais (12038), o ano passado foi também aquele que registou maior número de visitantes de outros países (1930). Brasileiros, espanhóis e franceses são os que mais visitam o núcleo museológico do Castelo de Lanhoso.

A realização de diversas edições do Escape Room, que foram realizadas no interior da torre de menagem, foi uma novidade introduzida que também contribuiu para que, sobretudo os Povoenses, estivessem em contacto com o ex libris da Póvoa de Lanhoso. O mesmo resulta da participação deste local na primeira edição da iniciativa “Póvoa em Flor” e o acolhimento, por exemplo, de uma visita guiada noturna e de uma caça ao tesouro noturna, bem como de outras iniciativas. A realização de visitas escolares e de celebrações religiosas, como a peregrinação da Nossa Senhora do Pilar (19 de maio), são igualmente elementos que contribuíram para o aumento de visitantes locais. 

Outros dados indicam que as visitas em família têm também aumentado exponencialmente e que os fins-de-semana são a altura preferida para realizar estas visitas, destacando-se o domingo. Em termos de visitas guiadas, os números mantiveram-se, sendo de salientar as já habituais visitas das escolas do concelho, mas também o contínuo contacto com as escolas de todo o país.

O terceiro trimestre de 2019 foi o mais relevante para estes resultados anuais, com mais de 5500 visitantes.

Estes dados reportam-se apenas às visitas ao interior da Torre de Menagem do Castelo de Lanhoso, sendo que número mais elevado é o das pessoas que visitam as muralhas do Castelo, implantadas sobre o maior monólito granítico do país.

Comentários

comentários