Cabeceiras financia administração das vacinas da gripe nas farmácias

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto vai custear a administração, nas farmácias comunitárias aderentes do concelho, da vacina contra a gripe sazonal a um total de 1500 pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, a quem sejam prescritas as vacinas nos termos da Norma N.016/2020 da DGS, de 25 de setembro.

 


Esta decisão surge na sequência da proposta da Associação Nacional de Farmácias de adesão do Município de Cabeceiras de Basto ao Programa ‘Vacinação SNS Local’. Com efeito, este programa, no atual cenário de pandemia, apresenta-se como alternativo e complementar ao tradicional plano de vacinação contra a gripe sazonal, por privilegiar a sua administração nas farmácias comunitárias, aliviando, dessa forma, a afluência aos Centros de Saúde.

 
 
Cabeceiras de Basto


Tendo em conta esse objetivo que vai permitir ampliar os meios e recursos disponíveis para proteção, em especial no âmbito da vacinação contra a gripe sazonal dos munícipes com idade mais avançada, o presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, aprovou hoje, dia 16 de outubro, o protocolo a celebrar com a Associação Dignitude – Instituição Particular de Solidariedade Social, responsável pela gestão do programa ‘Vacinação SNS Local’ integrado no âmbito do ‘Programa abem: Rede Solidária do Medicamento’.


Ainda hoje a Câmara Municipal espera receber da Associação Nacional e Farmácias a lista das farmácias aderentes para a concretização deste protocolo.
Para o efeito, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto irá disponibilizar uma verba até ao montante de 3.375 euros do orçamento municipal. O Município comparticipará, assim, em regime de complementaridade com a Dignitude, 90% do preço da administração de vacinas contra a gripe a beneficiários do programa ‘Vacinação SNS Local’, cabendo ao utente escolher a farmácia aderente.

 
 

Comentários

comentários