Joana Marques Vidal nos 25 anos da Escola de Direito da UMinho

A Escola de Direito da Universidade do Minho (EDUM) comemorou na passada sexta-feira, dia 14, o seu 25º aniversário, com um colóquio e uma sessão solene que incluem várias intervenções, nomeadamente a da procuradora-geral adjunta Joana Marques Vidal.

As comemorações iniciaram-se às 9h15 com os discursos do reitor Rui Vieira de Castro, da presidente da EDUM, Maria Clara Calheiros, do presidente do Conselho de Escola, Luís Couto Gonçalves, e do ex-reitor Sérgio Machado dos Santos, que vai ser homenageado, com a inauguração de uma sala de atos em seu nome, por ter sido um dos principais impulsionadores da licenciatura de Direito na UMinho. Esta foi a primeira a ser lançada por uma instituição pública fora de Lisboa e Coimbra.

A partir das 11h15 decorreu a palestra “Ministério Público e a Constituição”, proferida pela procuradora-geral adjunta Joana Marques Vidal. O programa inclui, ainda, a disponibilização ao público do acervo documental cedido por José Gómez Segade, professor jubilado da Universidade de Santiago de Compostela (Espanha), e, de tarde, o colóquio “Processo de inventário: a partilha na prática e desafios para o futuro”, que junta o advogado Luiz Carvalho, a notária Leonor Moura e o juiz Miguel Vaz, sob moderação da professora Rossana Martingo Cruz.

A Escola de Direito da UMinho tem mais de 1400 alunos em 12 cursos de graduação e pós-graduação, incluindo estudantes internacionais de todos os continentes. As apostas da Escola incidem na diversificação do ensino pós-graduado, na crescente internacionalização, no reforço da investigação e na interação com a sociedade. A EDUM sedia entidades como o Centro de Estudos Jurídicos do Minho (que edita algumas das principais revistas jurídicas do país) e desenvolve parcerias e projetos em vários continentes, como a criação da escola de formação de magistrados em S. Tomé e Príncipe. Tem os sites www.direito.uminho.pt e www.jusgov.uminho.pt.

Comentários

comentários

You may also like...