Gabinete de Tiago Brandão Rodrigues gasta 23 mil euros em mesa e cadeiras

Cerca de 23 mil euros (18,943,20 euros + IVA) foi quanto custaram a mesa de reuniões e as 22 cadeiras que o gabinete do ministro de Educação adquiriu.

A notícia foi avançada pelo Jornal Económico que dá conta de que o contrato foi divulgado no portal Base, e que foi feito através de ajuste direto à empresa Fluxograma – Equipamentos e Organização de Empresas.

Segundo o mesmo jornal, a compra diz respeito a “uma mesa de reuniões retangular, Modelo ONO, com tampo em madeira natural de 20 milímetros, estrutura lacada a preto com topos em pele”, com 6,4 metros de comprimento, 1,2 metros de largura e 75 centímetros de altura, bem como “22 cadeiras de Modelo NI, com costas médias, assentos estofados e revestidos a pele, base e braços cromados, basculante e com elevação a gás”.

No site da empresa especializada Fluxograma é possivel identificar a mesa de reuniões, mas as cadeiras NI não parecem constar das imagens de catálogo que estão online.

Fonte oficial do ministério justificou a aquisição da mesa e das cadeiras com a mudança de instalações, ainda em 2018 começaram as mudanças do ministério que trocou a morada histórica da Avenida 5 de outubro pela Avenida Infante Santo, tornando-se necessário fazer despesas em novo mobiliário.

Recorde-se que o prédio que durante décadas acolheu o Ministério da Educação nas – agora chamadas – Avenidas Novas é apenas um dos 17 edifícios que o Estado vai transformar em residências de estudantes, como adiantou o primeiro-ministro, em novembro passado. Da lista fazem também parte palácios, quartéis, escolas secundárias e pousadas da juventude.

IN: SOL

Comentários

comentários

You may also like...